5 dicas para criação de Metas – Seja “SMART”

Atualizado: 31 de Out de 2020

Descubra como fazer Metas que te levam a seu objetivo.

Foco e organização vão te deixar mais perto de suas metas

Uma das tarefas mais importantes e talvez mais difíceis é a definição de objetivos – objetivos individuais e familiares, profissionais e da empresa. Podemos (e devemos) ter metas a curto, médio e longo prazo. Sempre devemos ajustar a direção do leme das velas para poder navegar até o local desejado: a Terra Prometida de nosso objetivo.

Para começar, é necessário saber o que é uma meta e o que não é:

Uma meta NÃO É:

Sonhos que você tem e que espera que sejam cumpridos por um milagre ou sorte. Por exemplo: sonho em levar meus filhos e esposa para a Disney. Bem … Tenho certeza de que a Fada Madrinha não aparecerá aqui em casa e nos levará ao Castelo da Cinderela de uma maneira mágica, a menos que eu trabalhe para isso.

Prevendo o futuro – quando perguntamos “como você se vê ou vê sua empresa daqui a 10 anos”, não é para as pessoas adivinharem como será, mas para definir metas que as levarão à seus objetivos.

Então, o que é uma meta eficaz? Bem, existem várias maneiras de definir e medir uma meta, mas uma das formas com as quais mais me identifico é a SMART. Ter uma meta SMART é ter um mapa com grandes chances de sucesso.

“As metas SMART são uma das estruturas de estabelecimento de metas mais populares e duradouras. Peter Drucker, fundador da moderna administração de empresas, é frequentemente creditado por ter criado a base da SMART, e as mnemônicas específicas podem ser rastreadas. menciona já em 1981.

O SMART é uma estrutura de definição de objetivos bem-sucedida há muito tempo, porque é fácil entender, agir e acompanhar. “¹

Mas, o que é uma meta SMART?

S – (SPECIFIC) – ESPECÍFICO – seu objetivo deve ser específico o suficiente para você entender em que direção seguir – não seja como Alice, que quando perguntada pelo gato de Cheshire para onde ela queria ir, respondeu que não sabia … e o gato respondeu sabiamente isso: para aqueles que não sabem para onde estão indo. Não importa qual o caminho a seguir.

M – (MEASUABLE) MENSURÁVEL – você precisa ser capaz de MEDIR seu progresso. É importante saber se você está indo bem ou mal e se está mais perto ou mais longe do seu objetivo real.

A – (ATTAINABLE) ATINGÍVEL – estabelecer uma meta inatingível é a morte de seus planos. Isso apenas cria frustrações e decepções. Mas gostaria de deixar claro que não acredito que possa haver objetivos inatingíveis, apenas objetivos mal estruturados. Se o objetivo é muito grande, que tal dividi-lo em vários objetivos pequenos? Se seu objetivo é VOAR PARA A LUA, pode ser melhor criar pequenos objetivos (como uma escada) para chegar lá – exemplo: Meta1 – estudar sobre foguetes / Meta2 – Construir um pequeno foguete de teste … etc etc etc …

R – (RELEVANT ) RELEVANTE – Para que o objetivo seja realmente bom, ele precisa ter relevância em sua vida ou na vida de sua empresa. Um objetivo de criar as unhas do pé até ficar do tamanho das garras do Wolverine não é, obviamente, relevante.

T – (TIME BOUND) LIMITE DE TEMPO – Um objetivo sem data de término é apenas um sonho. Você precisa definir o momento em que esse objetivo será alcançado. Isso, com certeza, ajudará você a se esforçar para ser melhor

Aqui está um exemplo de uma meta inteligente (SMART):

Maria, que mora na Guatemala, estabelece a meta de aprender a falar e entender inglês até o final de 2020.

É específico? SIM. É mensurável? Claro … se ela não pode se comunicar, ela sabe que falhou. É atingível? Sim. Ela só precisa de foco e determinação. Isso é relevante? Certamente. A compreensão do idioma Inglês cria enormes oportunidades. É de tempo limitado? Sim – até o final de 2020.

Agora, pegue uma caneta e papel e comece a fazer planos para o seu futuro brilhante. Seja SMART.



1 – Kevan Lee (https://buffer.com/resources/goal-setting-strategies)




#Trabalhar #Trabalho #Metas #Goal #SMART

3 visualizações0 comentário